NO ÉDEN

Hoje eu só quero saber onde estás:
Vou enlaçar os meus sonhos aos seus,
sei que em seu mundo não pesam jamais
sonhos feridos unidos aos meus. 

Minhas malicias ficaram pra trás:
não trilharei mais caminhos ateus…
Busco meu mundo repleto de paz,
tal qual um éden – viver semideus. 

Neste meu vale sem cor, nem valor,
vejo lampejos cruzando o meu fim;
por isso torno e prossigo no amor. 

Se dentre às pedras jogadas em mim,
em qualquer fenda nascer uma flor,
lá, com certeza, farei meu jardim.                                      

                        (Ari Santos de Campos)

Comments

comments

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*